domingo, setembro 12, 2004

Definições

Quem segue pela Avenida dos Combatentes, em direcção à Praça de Espanha, encontra, junto à Embaixada dos Estados Unidos, este cartaz:

Um passeio pelas Laranjeiras não revelou a dita piscina. E, na respectiva Junta de Freguesia, o seu [da piscina] "paradeiro" era desconhecido. Um telefonema para a Câmara Municipal de Lisboa resolveu o "mistério da piscina desaparecida": a adjudicação do terreno ainda não está feita.
Lendo o Dicionário de Língua Portuguesa da Porto Editora (não, não é o meu livro de cabeceira!), descobri para "brevemente" o seguinte significado: "dentro em breve, daqui a pouco". Na verdade, não foi propriamente uma descoberta, mas antes uma confirmação. "Daqui a pouco" corresponde, de facto, à noção que tinha (e tenho!) de "brevemente". Obviamente, noção não partilhada pela CML. Vou pedir-lhes uma nova definição...

3 Comments:

Blogger Luis Gaspar said...

Porque é que a água é um assunto tão recorrente? Nesse caso, a água é para breve - e o breve não é o breve dos dicionários. É o problema das pessoas, se calhar, e é também o meu problema: querer saber quando é que acaba o breve e começa o nunca; ou quando começa o sempre e acaba o breve. Em Lisboa chove muito mais que em Londres, ao contrário do que a mitologia metereológica diz.

6:31 da tarde  
Blogger Luis Gaspar said...

Ah, claro, e seguindo o estilo dos outdoors: brevemente, teremos um primeiro-ministro competente. Bastam só umas braçadas. Para o Brasil, suponho, ou Caraíbas. Fitinha vermelha na cabeça.

6:33 da tarde  
Blogger Dot said...

... e brevemente irei arrepender-me de ter seguido o rasto deste blog... É certo que é uma definição ainda mais radical a deste meu "brevemente"...

8:01 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home